Continuam os furtos de erva mate/Parte do produto é deixado para trás e apodrece nas propriedades

Nesta quarta, dia 02, o gerente da empresa Pizzatto fez contato com o GdN para denunciar os constantes furtos de erva mate, não só na fazenda da empresa, mas também em outras localidades rurais do município.

Segundo ele, funcionários da fazenda encontraram raídos de erva que estavam prontos para serem carregados, mas que foram abandonados no local. Além desses, que foram encontrados nesta data, também foram encontrados outros, na semana passada, que já estavam podres e não serviam mais para ser utilizados. Já foram registrados boletins de ocorrência na Polícia Militar.

O caso é que não é apenas a Polícia que precisa tomar uma atitude, mas também é preciso que seja fiscalizado, através dos órgãos competentes do poder público, se as ervateiras estão comprando erva sem nota fiscal. A compra do produto sem nota, além de prejudicar a arrecadação do município – pois os impostos da erva mate permanecem 100% na receita municipal – também incentiva a prática de furtos do produto. Normalmente, ao furtar a erva, os indivíduos cortam o pé da planta sem nenhum cuidado ou técnica, prejudicando ainda mais a atividade do produtor rural, o qual tem, na erva mate, um recurso importante para completar seu orçamento.

Tags:,

advert