Dois vereadores pedem afastamento do cargo em General Carneiro

Nesta segunda, durante a sessão da Câmara dos Vereadores, dois dos vereadores se afastaram dos seus cargos por um período de 120 dias.

Os vereadores Gil Ribeiro e Gilson Carlos pediram, coincidentemente no mesmo dia, afastamento para tratarem de assuntos particulares. Nenhum dos dois vereadores deu detalhes sobre os motivos de seus afastamentos. Eles não serão remunerados durante esse período e, em seus lugares, serão convocados os respectivos suplentes Alaercio Sales e lorival Bernardi.

Outro destaque da sessão foram as duas moções indicativas, referentes à agricultura, uma delas proposta pela vereadora Marilza, juntamente com o vereador Ivo Henrique, e outra apenas pela vereadora Marilza. A primeira sugere que o executivo envie, nos moldes especificados na moção, projeto criando uma forma de subsidiar calcário, ou o seu transporte, aos produtores rurais, obedecendo normas de quantidade que assegurem o benefício aos pequenos produtores; a segunda, de autoria apenas da vereadora Marilza, sugere que o executivo envie projeto para a criação de um plano de proteção às nascentes de águas das propriedades, mediante renda mensal por nascente para os proprietários dos terrenos. Isso tem como objetivo a preservação das nascentes e, por consequência a melhoria na qualidade das águas, além de gerar uma pequena renda extra para os produtores rurais, os quais têm boa parte de seus terrenos inutilizados pela questão ambiental.

A moção indicativa é um documento que, se aprovado na câmara, é enviado ao executivo como um pedido para que o mesmo envie à Câmara um projeto para a realização da atividade proposta. Isso se dá, porque os vereadores não podem fazer projetos que gerem despesas ao município. A moção indicativa tem mais peso que um requerimento, pois o prefeito deve responder aos vereadores se vai enviar o projeto, ou não, e, se não for enviar, deve explicar o porquê.

As moções serão votadas na próxima sessão.

Tags:,

advert